Proteja o seu pet dos fogos de artificio

Saiba os riscos que os fogos de artificio podem oferecer aos pets e saiba como estar protegendo o seu gato /cachorro em épocas festivas. Proteja o seu pet dos fogos de artificio

Épocas de festas normalmente são marcadas por uma grande chuva de fogos de artificio. No entanto apesar de muito bonita tem acarretado uma série de problemas, principalmente para quem tem um pet de estimação, seja cachorro ou gato.

Esse belo festival no céu é na realidade um verdadeiro martírio para os bichinhos e como todo dono de pet, é importante estar zelando pela segurança e bem-estar dos nossos pets.

Por esse motivo é muito importante entender como protege-los nessas ocasiões e também, quais são os efeitos que a queima de fogos pode causar em seu pet.

O mais comum que escutamos falar por aí e que talvez já tenha acontecido com você, é sobre o pet sair por aí, atordoado e com medo dos fogos.

Acontece que além disso, outras coisas também são de fato, muito preocupantes, que é o risco de ataques de pânico, convulsões e morte, principalmente por parte dos que sofrem problemas cardíacos.

Por que eles sofrem tanto com o barulho?

O som causado pela queima de fogos é realmente desagradável para o pet, sendo esse o motivo para tanto medo. Isso acontece porque, tanto cães como gatos, possuem uma audição a nível muito superior à nossa.

Para se ter uma noção somos capazes de perceber sons na faixa de 10Hz a 20.000Hz, já os pets podem perceber a mesma faixa de som em até 40.000Hz, tornando-os muito mais sensíveis a barulhos como estes.

Portanto é muitíssimo importante conhecer algumas formas de amenizar esses efeitos que os fogos podem causar.

Principalmente para cães, os barulhos dos fogos podem causar sérios problemas e pânico, visto que além de possuírem uma audição ainda mais sensível, também são animais que por extinto são de matilha, o que fazem eles se sentirem ainda mais protegidos ao lado de outros animais, daí vem a importância de não os deixar sozinhos. 

O que fazer para protegê-los?

Durante a queima de fogos os donos dos pets devem estar atentos, lembrando de deixar o pet dentro de casa, com portas e janelas fechadas com o intuito de abafar o som, é importante que os pets tenham espaço para se esconderem onde mais se sentirem seguros.

No caso de os tutores estarem presentes, é importante agir com naturalidade, ou seja, não abrace o pet e nem fique demonstrando preocupação demais, pois isso fará com que ele examine a situação como algo conflituoso, o que pode aumentar o pânico.

Distração com brinquedos – Proteja o seu pet dos fogos de artificio

Distrai-los com brinquedos é uma boa maneira de amenizar os efeitos, pois uma vez distraídos eles não darão tanta atenção aos fogos e acabará por passar despercebido por eles.

Portanto opte por brinquedos sadios que não soltem fragmentos que podem faze-los engasgar.

A ideia é basicamente distrair, para gatos brinquedos que ele possa afiar as garras ou correr atrás, para os cães uma boa maneira de mantê-lo entretido são aqueles ossos grandes de cartilagem defumada vendidas em pet shops.

Técnicas de adaptação – Proteja o seu pet dos fogos de artificio

Segundo veterinários, uma técnica interessante que ajuda a amenizar os efeitos é a de baixar sons de trovoes e colocar o som para o pet durante uns 15 dias que antecedem as comemorações, de maneira que o som venha aumentando de pouco a pouco, dessa forma será possível diminuir bem o estresse.

Sedativo – Proteja o seu pet dos fogos de artificio

Em casos mais sérios, os donos do pet precisam ocorrer para sedação do animal, por esse motivo é que se deve ir atrás de especialistas e ver melhor com um veterinário para que ele passe as instruções corretas para o uso e efeitos colaterais.

Mas, ainda sim a melhor maneira é apenas adapta-los a sons altos.

O uso de feromônios e fitoterápicos com o intuito de amenizar o estresse podem até ajudar, mas quaisquer usos de medicamentos devem passar por uma avaliação veterinária, para que os mesmos façam o procedimento e de preferência com 15 de antecedência.

‘’jamais utilize algodão para tapar as orelhas dos pets, além de não tapar, ainda o deixa ainda mais incomodado pelo fato de um corpo estranho estar em seus ouvidos’’.

Dicas para manter o pet seguro em casa – Proteja o seu pet dos fogos de artificio

Veja agora algumas dicas que podem estar fazendo toda a diferença na hora de proteger o seu e que você pode estar adotando essas medidas em outras ocasiões:

Mantenha o pet identificado

Não esqueça de manter o pet identificado com seu endereço e telefone celular, para que dessa forma, caso o encontrem o devolvam rapidamente.

Esteja por perto

Jamais deixe o pet sozinho, de alguma forma esteja próximo dele. No caso de não ser possível, deixe-o o mais confortável possível.

Abrigue-o dentro de casa

Não o deixe do lado de fora da casa onde o som é mais intenso, opte por deixa-lo dentro de casa e abrigado dos sons.

Utilize técnicas relaxantes

Utilize técnicas que mantenham o pet relaxado, para que dessa forma ele não dê tanta atenção ao barulho que vem de fora.

Uma toca é uma boa opção

Tanto para gatos e cachorros, uma boa opção é fazer algumas tocas, para que eles se sintam protegidos, dessa forma eles sentirão que estão escondidos do barulho.

Deixe o pet cansar

Brinque com seu pet o dia todo, pois no momento dos fogos ele estará cansado e nem dará tanta atenção para o barulho dos fogos.

Cuidados especiais

  • Não os deixe de modo algum preso em coleiras, pois pode ocorrer enforcamento
  • Não os deixe próximos as janelas ou sacadas
  • Evite deixá-los sozinhos durante a queima de fogos
  • Evite deixar o local com objetos que possam quebrar e ferir o pet
  • Não coloque animais todos juntos, principalmente cão e gato, pois com o medo podem ficar agressivos e gerar brigas.

Dica especial

Se ver algum pet correndo por aí, recolha-o em um lugar abrigado dos fogos e proteja-o para depois devolver aos donos. Faça o bem para os pets nessa época do ano.  

Veja também Qual Animal representa seu signo.